O Mundo Micênico

Anos atrás existiu na Grécia uma civilização chamada Micênica, os micênicos vieram do centro da Europa para a Península Grega, eles atravessaram montanhas para chegar a uma terra que não era tão extensa e nem tão propicia para serem cultivados, então para garantir a sua sobrevivência eles se voltaram pra o mar, afinal a Grécia é uma terra que entra pelo mar e assim eles escolheram esse caminho natural. Micena só foi encontrada graças a Homero,Esquilo e Pausânias.


Os Micênicos conquistaram a avançada ilha de Creta por volta de 1450 a.C. e, entre 1400 a.C. e 1200 a.C., dominaram culturalmente e economicamente quase todos os povos do Meditêrraneo Oriental.Como eles tinham uma aristocracia de guerreiros, eles falavam de uma forma bastante arcaica da Lingua Grega,o chamado dialeto jônico. Eles não falavam grego, não tinham uma instituição política, sendo assim existindo vários reinos micênicos.
Eles também foram responsáveis por escrever os documentos mais antigos em grego, escrito em um silabário conhecido como linear B.
Depois da tradução das tablillas em lineal B, descobriu-se que aqueles que se chamam impropriamente micénicos são em realidade gregos. Nenhuma fonte escrita que prova de um nacimento micênico indica como se chamava este povo a si mesmo.
A análise linguística dos textos em lineal B relaciona a língua micénica com os dialetos gregos de épocas posteriores, mas mais ao jonio, cobertura ou eólico que aos dialetos aqueos da época clássica. Os primeiros derivariam portanto do micénico, enquanto os segundos estaria emparentados, mas pertenceriam já a um grupo diferente do dos micénicos do Bronze recente.
A questão linguística, baseando na comparação com línguas de períodos posteriores, não constitui uma prova suficiente para identificar claramente aos micénicos.Nada prova que estes tenham formado uma única comunidade étnica ou linguística e é mais provável ver neles um conjunto de povos, ancestrais dos aqueos, jonios, etc. das épocas posteriores, mais que um só povo.
Diversas características da cultura micênica sobreviveram nas tradições religiosas e na literatura grega dos períodos Arcaicos e Clássicos, notadamente a Ilíada e na Odisséia. Micenas teve seu auge e foi à cidade mais próspera da Grécia por muitos anos, revolucionando as artes, a engenharia e a arquitetura. A Invasão Dórica é considerada a causa do fim da civilização micênica, iniciando a Idade Grega das Trevas ou o fim da Idade do Bronze.

O fato religioso é bastante difícil de identificar na civilização micénica, em particular quando se trata de nacimentos arqueológicos, onde resulta complicado identificar com segurança um lugar de culto. Quanto aos textos, só as listas de oferendas dão os nomes dos deuses, mas não nos ensinam nada sobre as práticas religiosas.

Beatriz Manfré, Juliana Cristina e Thaysa Oruê .

1°A Hilda Bergo Duarte


About this entry